quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Receitas para o Réveillon

Chegamos a mais um final de ano, data essa que marca um novo começo na vida de muitos.
Aqui no blog a conversa é alimentação, mas chega ano e acaba ano eu ainda não aprendi a cozinhar, por isso com a ajuda de outros sites especializados no assunto, hoje esse blog trás várias receitas que poderão deixar sua ceia e almoço de Réveillon bem mais gostosa que a minha e sem esquecer as sobremesas.

Aprecie com moderação:
Rabanadas
Sorvete de Panetone
Tortinha de Romã

Vídeo: Como preparar a festa de Réveillon de forma prática e informal

Minha principal meta para 2010 é: aprender a cozinhar.

Imagem em:
O Buteco da Net
Cidade Rio de Janeiro

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Ovo Centenário. Você comeria?

Publicado no blog O Buteco da Net dia 25/12 esse post chamou a atenção devido a aparência inusitada do objeto (se assim podemos dizer), ou melhor, da iguaria que vem se destacando entre os muitos pratos nada convencionais da Índia, extremamente estranhos para nós aqui do Brasil acostumados com uma boa refeição composta por arroz, feijão carne e salada.

Feito à partir da conservação de ovos de ganso, galinha ou pato, misturados com argila, cinzas, sal, cal e amido de arroz, esses ingredientes ficam em repouso por várias semanas ou até meses até se transformarem no “Ovo Centenário”, preparação que surgiu possivelmente pela escassez de alimentos na região.

A clara adquiri uma cor escura e a gema passa a ter uma consistência cremosa e uma sabor parecido com queijo, são relatos de quem já teve a coragem de experimentar a iguaria.

Aprecie com moderação.


Outros alimentos estranhos
Okhotsk Blue Draft - A cerveja azul
Pizza de aranha: "Pode ser comível, mas eu não como essa coisa"
Frango Enlatado Sweet Sue: não experimente!
Leite de maconha?


Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

Design e Coca-Cola

Colecionar latinhas de bebidas é um hobby que muitos levam à sério, e acredito que colecionar latinhas de Coca-Cola em particular, deve ter um "que" de especial.
Esse post não trás nenhuma notícia relacionada á nutrição para o mundo da blogosfera e sim, o design inovador da embalagem do refrigerante mais conhecido no mundo e bastante falado no PopNutri: a Coca-Cola.
Criação do designer Harc Lee, essa lata não trás nenhum tipo de tinta na sua composição, o que confere ao produto uma característica maior de responsabilidade ambiental, já que a tinta usada para dar cor ao alumínio é tóxica.


Mais em:
Gourmet Update orDie
Revista Cafeicultura

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

StarWars? Não, é a Guerra dos Alimentos Orgânicos

Aloha compatriotas que acessam esse humilde blog, hoje eu apresento para vocês o vídeo trash, mas é tão trash que eu fiquei viciado. O vídeo aborda de forma cômica e educativa os efeitos dos alimentos transgênicos, dos alimentos altamente calóricos e a possibilidade do consumidor em escolher os alimentos orgânicos para o seu dia a dia.

Escolha o seu lado: Salve a fazenda ou junte-se ao lado negro do supermercado.


Aprecie com moderação.


Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

O verão e os problemas gastrointestinais


Verão 2010, praia, curtição, petiscos e problemas gastrointestinais?

O verão está ai para a alegria de muitos turistas e principalmente para alegria das bactérias, que encontram nessa estação condições perfeitas para se reproduzirem. Os efeitos dessa reprodução quem sente, pode ser você que está lendo esse post nesse momento.
Uma matéria publicada na Folha Online no dia 26/12 dá algumas dicas para o leitor evitar possíveis problemas gastrointestinais na estação mais quente e chuvosa do ano.
Maria Bernadete de Paula Eduardo diretora da divisão de doenças de transmissão hídrica e alimentar da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, explica que entre dezembro e janeiro as infecções gastrointestinais aumentam em 30% em relação ao restante do ano. As causas para que haja esse aumento de casos não são novidades para ninguém: água contaminada e alimentos crus contaminados ou preparados de forma irregular.

Quando um alimento fica exposto a temperatura ambiente por um tempo considerado após o seu preparo, as chances de que esse seja contaminado por alguma bactéria crescem, por isso procure acondicioná-los de uma maneira que dificulte essa proliferação dos microorganismos obedecendo sempre as características principais dos pratos, como aqueles que necessitam ser refrigerados ou congelados.
A água para o consumo ou preparo dos alimentos deve ser sempre potável, livre de qualquer sinal que possa significar alteração em sua composição natural.
Não adianta culpar as refeições feitas fora de casa por problemas que eventualmente poderão aparecer devido ao consumo de alimentos contaminados, pois o estudo da Secretaria de Estado da Saúde afirma que 27% dos casos de intoxicação alimentar são causadas por preparações feitas nos aconchego de nossa casas.
Veja no infográfico abaixo:

Clique na imagem para ampliar

Editoria de Arte/Folha Imagem

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Feliz ano novo e bons hábitos alimentares



Estamos nos aproximando de mais um final de ano com a expectativa de um ano novo mais próspero e feliz. Comemoramos... E como comemoramos. Festas de Natal e Ano Novo são aguardados por todos. O grande problema é que nesses eventos, um ponto importante muitas vezes é deixado de lado e esse ponto não é nada mais nada menos que a tão comentada, alimentação equilibrada.

Em meio a ceias fartas e elegantes, com pratos que causam água na boca das pessoas através de um aroma quase sempre inexplicável, que falem por mim as papilas gustativas neste momento, perdemos a noção da idéia de calorias e afins e nos deixamos levar pelo prazer da gula.

Entre bebidas, tender assado, peru suculento apitando no forno, frutas cristalizadas, doces e o tradicional panetone, o que sobra em nossa mente sobre a alimentação saudável é promessa que para o ano que esta prestes a nascer nascerá também uma nova dieta, hábitos mais saudáveis e por ai vai.

Pena é que essas promessas contribuem com muito pouco ou quase nada para a saúde dos que acreditam que o amanhã é sempre o dia perfeito para “consertar” tudo aquilo que uma alimentação irregular é capaz de causar no organismo dos mesmos que não entendem o conceito de moderação dentro da área da alimentação.

É claro que não devemos deixar de saborear pratos que aparecem em nossas mesas apenas uma vez cada dose meses, mas nem por isso devemos exagerar na quantidade de alimentos calóricos, gordurosos, ricos em açúcar e com um alto valor calórico.
Esses grupos alimentares citados acima englobam todas aquelas guloseimas e preparações desejadas por todos nessa época e ao mesmo tempo constituem o que conhecemos por alimentos que devem ter seu consumo moderado.

As mesmas mesas que trazem consigo um convite feito dos comes e bebes mais convidativos para quem as observa, deve ser capaz de fornecer opções saudáveis, obedecendo sempre o conceito de alimentação equilibrada, consistente em uma refeição que apresente alimentos dos mais diversos grupos, frutas, legumes, verduras, cereais, para que então os alimentos mais calóricos, com uma dose maior de sódio ou de açúcar não se tornem o único caminho para quem deseja encerrar o ano com um banquete bem farto.
Outro grande problema com que nos deparamos freqüentemente em festas é o excesso do consumo de bebidas alcoólicas.

Esse tipo de produto não é capaz de fornecer nenhum nutriente e nem contribui para um bom estado do organismo, tendo em vista que os reflexos são diminuídos quando acontece a ingestão de bebidas com teor alcoólico.

Além de atrapalhar o processo de nutrição (sabemos que um indivíduo sob efeito de álcool tende a apresentar problemas gastrointestinais durante a ressaca prejudicando muitas vezes a rotina alimentar posterior) ainda pode ser potencialmente causador de intrigas que surgem quando as pessoas não têm um controle perfeito sobre aquilo que estão falando ou dizendo.

É bom saber que as festas não duram para sempre e depois de toda comemoração chega a hora da arrumação, porém “arrumar” o organismo não é uma questão tão simples e nem acontece de um dia para o outro como podemos pensar.

Procure manter sempre acesa a idéia de que os bons hábitos alimentares devem fazer parte da rotina natural das pessoas mesmo em condições como as que são comuns em períodos de festas e férias.

A alimentação saudável deve ser praticada sempre, pois esse pode ser um caminho para um ano novo mais feliz, principalmente para a sua saúde.

Esse texto foi publicado na coluna "Educação Alimentar" no Portal Temperus Gastronômico em 05 de dezembro de 2009.

Confiram no Temperus Gastronômico:
Alimentos industrializados. É isso que você realmente quer?
Como anda a alimentação do brasileiro
A fome nos tempos de sustentabilidade

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Matrix? Não, essa é The Meatrix!

Esse post trás de uma forma bem humorada uma questão importante que interessa a todos aqueles que estão vivendo neste século conturbado por disputas político-ambientais relacionadas a um possível futuro onde a escassez de alimentos e água, seguido de mudanças climáticas catastróficas não estão longe se tornar realidade. Logo, trazemos para os leitores um vídeo que de forma criativa mostra a verdadeira face da produção de alimentos.

Aprecie com moderação.
Meatrix? Da onde sai a sua comida.

Produção de alimentos sustentável, isto é possível?

Com uma demanda cada vez maior na produção de alimentos devido ao aumento populacional mundial, o cenário que antes abrigava uma uma pequena roça e a criação de alguns poucos animais, hoje é palco de um tipo de atividade econômica que não mede esforços para a produção em cadeia de alimentos indispensáveis ao consumo humano: a agricultura industrial.
Como vivem os animais criados em confinamento? Você sabe exatamente o que está comendo? Qual a procedência do bife que será servido por você na hora do almoço?

Pare e pense, aquele bife suculento citado no parágrafo acima, antes de virar uma refeição de dar água na boca já foi uma vida, sentia dor, fome, frio, calor e tinha sensações como as nossas.
Você já parou para pensar no conceito de agricultura sustentável? Uma forma de produzir alimentos que respeite o ambiente, os direitos dos produtores e que também preze pelas condições que os animais são submetidos durante sua vida?

A mudança do mundo pode estar na suas mãos, na escolha dos alimentos que vão para sua panela, na necessidade ou não daquilo que você consome.

Mais em:
The Meatrix
ONU: agricultura industrial não resolve fome, pobreza e aquecimento global
ONU debate futuro da agricultura e você pode decidir os novos rumos
Questões sobre a agricultura "industrial"

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

domingo, 20 de dezembro de 2009

O estranho paladar das grávidas

Assim que chega uma nova Revista Superinteressante nas bancas, é quase certo aparecer também no PopNutri, um post relacionado à um algum artigo da revista. Dessa vez não foi diferente.

Para todas as leitoras do blog que estão grávidas, saibam agora porque pratos nada convencionais passam a fazer parte das refeições dessas que serão as mais novas mamães do mundo.

O organismo, com o passar do tempo, cria uma espécie de um banco de dados capaz de relacionar os alimentos e seus respectivos nutrientes. Os exemplos citados na matéria original, quando o corpo necessita de cálcio, pedimos leite, quando necessita de zinco, pedimos ovos, ilustra bem essa situação que pode ser chamada de “desnutrição relativa”, algo que fica bem mais evidente nas mulheres grávidas, afirma Jocelem Mastrodi Salgado, professora do curso de Nutrição e Alimentos da USP.

Geralmente no final da gravidez a mulher sofre mais com a anemia, por isso não estranhe se sua mulher que está esperando um filho desejar um belo bife mal passado de madrugada papai, pois este está relacionado como uma fonte de ferro, nutriente essencial para o tratamento desse quadro clínico, explica João César Castro Soares, nutrólogo da UNIFESP.

Com o paladar alterado devido a ação de algumas substâncias como o HCG (gonadotrofina coriônica humana) e a progesterona , que atuam nas funções da gravidez, a composição da saliva é alterada mudando o gosto dos alimentos.
Dessa forma pode ser explicado o fato de comidas estranhas ao paladar da maioria dos indivíduos passar a fazer parte do hábito alimentar das futuras mamães. Até a próxima.

Imagem em:EmPorto

Texto original: Porque as grávidas sentem desejo, de Juliana Calderasi.

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Café ou chá? Os novos aliados na luta contra o diabetes



Assim como todos já sabemos, a diabetes do tipo 2 ou diabetes mellitus do tipo 2 é uma doença muito comum, que atinge os indivíduos aproximadamente aos 40 anos. Sua causa se dá pela produção insuficiente de insulina ou pelo mal funcionamento dessa substância ainda que ela seja produzida pelo organismo.

Já sabemos também que uma dieta saudável aliada à prática regular de exercícios físicos deveriam fazer parte da rotina de todas as pessoas, afim de evitar o aparecimento desses tipos de doenças ou então minimizar as conseqüências causadas por essa enfermidades, mas isso não é realidade.

Eis que surge agora uma nova esperança para os portadores de diabetes tipo 2, e a solução mais uma vez pode estar logo ai do seu lado, em cima da sua mesa.

Através de 18 estudos separados feitos com mais de 500 mil pessoas, pesquisadores chegaram a conclusão de que aqueles que ingerem mais café ou chá tem menos chances de desenvolver a doença.

Beber três ou quatro xícaras de café ou chá por dia pode diminuir em até um quinto a chances do aparecimento do diabetes tipo 2 e essa defesa pode ser aumentada em até um terço quando há a ingestão de café descafeinado.

Entendendo melhor

Ainda não se sabe ao certo qual o componente existente nessas bebidas que trás esse benefício para o organismo, mas ele pode estar associado aos antioxidantes ou ácidos clorogênicos e ao magnésio. O fato do café descafeinado aumentar a proteção, deixa visível que a cafeína possivelmente não exerce o efeito em questão.

Se essa substância for detectada poderão ser criados remédios de mesma base e então essa será mais uma saída para os portadores do diabetes mellitus do tipo 2. Para que esse benefício seja realmente comprovado ainda é preciso muitos estudos até que se chegue ao conhecimento do princípio ativo e dos outros fatores que podem levar ao aparecimento da doença, como hábitos alimentares e atividades físicas praticados pelos participantes da pesquisa.

O estudo foi feito pelos pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, chefiado por Rachel Huxley chegou a conclusão através dos dados coletados que uma xícara excedente de café diminui os risco do diabetes em até 7%.
Agora é só esperar os resultados das próximas pesquisas.

Lembrete do PopNutri: café ou chá em excesso também são prejudiciais à nossa saúde por isso: moderação sempre.

Leia também: Diabetes tipo 2 x Habilidade Mental

Mais em:
BBC Brasil

Imagem em:Quiprona
LuFrancesa

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

A arte gráfica em Educação Alimentar - Parte I

O tema Educação Alimentar vem ganhando cada vez mais espaço na mídia, dessa forma passando a fazer parte da rotina das pessoas preocupadas em cuidar da saúde de um modo preventivo, através da alimentação saudável.

Não há dúvidas de que quanto antes o individuo for estimulado para a prática de uma alimentação balanceada, maior serão as chances dessa prática se tornar um hábito, e se estender ao longo dos anos, sem que haja resistência na experimentação e consumo de alimentos conhecidos como vilão das crianças, como verduras, legumes e frutas, e em casos mais extremos até o arroz, o feijão e a carne, tão comuns no cardápio dos brasileiros, são deixados de lado na hora das refeições.

Colocar em prática o conceito de Educação Alimentar nas escolas significa transformar em novidade algo tão simples e básico para vida de qualquer ser vivo: a necessidade de se alimentar. Fazer com que crianças, logo nos primeiros anos de vida entendam a importância de consumir alimentos variados, pertencentes a todos os grupos de classificação dos mesmos, é uma tarefa que exige muito trabalho por parte de quem está responsabilizado por essa tarefa, de estimular a prática da boa alimentação na infância.

Os primeiros passos para a disseminação dos princípios da Educação Alimentar entre as crianças, deve ser iniciado em casa, com o apoio da família e aprimorado nas escolas com ajuda de profissionais da área, levando em consideração a abertura desse assunto para a interdisciplinaridade, levando em consideração que as artes gráficas constituem uma ferramenta eficiente para essa divulgação.

O tema apresentado nesse post merece mais espaço dentro do PopNutri por isso será dividido em duas partes, com a função de tornar a leitura objetiva e dessa forma chamar a atenção de profissionais que atuam nas mais diversas áreas do ramo e especialmente aqueles que trabalham em escolas e creches, onde problemas como recusa e desconhecimento de alimentos importantes são freqüentes.

Utilizar materiais educativos elaborados especialmente para o público a ser atingido, com ilustrações e personagens representando o tema "nutrição" pode tornar a hora das refeições um momento ainda mais agradável onde os conceitos básicos de uma alimentação equilibrada aprendidos atráves da Educação Alimentar são colocados em prática.

Imagem em: ellementar

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Nestlé e Twitter = Nutrição e Arte

A maior empresa de alimentos e bebida do mundo, a Nestlé, com seu logotipo conhecido internacionalmente e agora nas mãos do grande cartunista Leandro Kemp, ganhou cara nova (ou deu cara nova) ao passarinho da rede social que vem crescendo cada vez mais na web, principalmente entre o público brasileiro, o Twitter.

Para manter a sua semana animada e com humor o PopNutri trás mais um post onde a nutrição serve apenas de inspiração na criação de arte em geral.

Aprecie com moderação

Twitter incoveniente

Novos passarinhos do Twitter

What are you doing?

Visite também: Lactobacilo Morto

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri.
As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

domingo, 22 de novembro de 2009

Os sabores da Coca-Cola que você nunca experimentou

Foi em uma de minhas andanças pela blogosfera que encontrei um blog chamado Viver Paris e nele uma postagem curiosa sobre diferentes sabores do refrigerante mais conhecido e consumido no mundo: Coca-Cola.
Como você pode ler no post original, as opções de Coca-Cola citadas abaixo são encontradas facilmente nos supermercados franceses e não em restaurantes e lojas de conveniência, onde a variedade de sabores da Coca-Cola são iguais aos comercializados no Brasil.

Coca-Cola Black: Sabor de café
Coca-Cola Zero
Coca-Cola Vanille: Sabor suave de baunilha
Coca-Cola tradicional
Coca-Cola Sans Caféine: Sabor tradicional descafeinada
Coca-Cola Light Plus Vitamines: Sabor light vitaminado
Coca-Cola Light Plus Antioxydant: Adicionado de antioxidantes
Coca-Cola Light Sans Caféine: Opção com menos calorias e descafeinada
Coca-Cola Light Sango: Com um sabor bem diferenciado de "orange sanguine", uma laranja com polpa vermelha
Coca-Cola Light Lime: Com um toque de limão verde
Coca-Cola Light Lemon: Com limão siciliano
Coca-Cola Light
Coca-Cola Cherry: Com sabor de cereja

Mais Coca-Cola em:
Coca-Cola
Coca-Cola Light
Coca-Cola Zero

Mais sobre os diferentes sabores de Coca-Cola:
Marketing na Cozinha
Blogueiras compulsivas
Denker

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Para entender melhor: Cronobiologia e Nutrição

Comer e dormir. Sei que você que está lendo esse blog neste exato momento, concorda que, entre outras coisas boas que existem na vida, essas duas citadas no início do parágrafo agradam qualquer ser que habita este planeta.
O ato de se alimentar e repousar pode ter uma relação que vai além do prazer que obtemos quando praticamo-as. O PopNutri ajudará você a desvendar essa curiosidade nas próximas linhas. Então vamos lá.

Nutrição X Cronobiologia

Para começo de conversa, cronobiologia é a ciência que estuda o ritmo e a periodicidade dos fenômenos físicos e biológicos que acontecem no organismo dos seres vivos, os chamados relógios biológicos.

Essa relação entre Nutrição e Cronobiologia tem ganhado cada vez mais espaço nas pesquisas entre profissionais da área, pois os efeitos causados pelos nutrientes nos sistemas que formam nosso organismo pode estar diretamente ligado com a hora que dedicamos para a nossa alimentação.
Eve Van Cauter, professora de medicina da Universidade de Chicago, publicou um estudo em que compara pessoas que dormem quatro horas com outras que dormem dez horas por noite, resultado: quem dorme menos tem mais fome e procura mais alimentos considerados vilões para nossa saúde, ricos em sódio, amido e açúcar.
Outro exemplo dessa relação é a comparação entre jovens que dormem seis horas e meia contra os que dormem de sete horas e meia até oito horas e meia por noite. Nesse caso a
insulina deixa de agir com sua eficiência máxima em quem dorme menos.

Resultados dos estudos

Obesidade e diabetes podem ter como causa inicial a falta de um horário reservado para o sono e repouso.

Ainda não foi comprovado, mas pode ser explicado!
Tudo o que foi dito acima ainda não está totalmente comprovado pela ciência, mas há uma explicação cabível para essa teoria. Nós acostumamos a dormir quando escurece e acordar quando o sol mostra as caras, e isso não acontece a pouco tempo. A inversão do tempo em que repousamos, que costumeiramente acontece a noite, não influencia de forma benéfica as atividades fisiológicas que acontecem no organismo dos seres vivos.

Problemas relacionados ao sistema digestivo, circulatório e reprodutor podem decorrer dessa falta de disciplina com as coordenadas do relógio biológico.

Tempos Modernos e o Relógio Biológico

Quando deixamos para depois uma atividade do trabalho, alguma da tarefa do lar, uma revisão para prova, resolvemos esses problemas reduzindo algumas horas de sono e dedicando-as para essas tarefas. Automaticamente comemos nesse espaço de tempo, assaltamos a geladeira, devoramos bolachas e nem as frutas em cima da mesa escapam. Ou seja, ao invés de dormimos nos alimentamos e trabalhamos para efetuar tudo o que deveria ser feito durante o dia. Adaptamos nosso relógio biológico a rotina caótica que enfrentamos diariamente e assim involuntariamente modificamos os padrões que definem uma alimentação saudável, que consiste também em horários pré-definidos e regulares, que deveriam ser respeitados como um hábito alimentar correto.

Acreditar cegamente na idéia que nossas atividades fisiológicas são regidas por um relógio biológico talvez não seja o modo mais fácil de tentar impor o regras relacionadas a alimentação, mas sabemos que o corpo humano tem um desempenho mais satisfatório quando obedecemos os limites e as necessidades do organismo. O sono como todos sabem, assim como a alimentação são exemplos dessas necessidades, e respeitar os horários que devem ser dedicados a elas é uma questão de bom senso com a saúde. Nesse caso a cronobiologia pode sim executar um papel importante quando relacionada a nutrição e seus pontos em comum, a favor de um único objetivo, o alcance da qualidade de vida por cada indivíduo.

Imagens em:

SAI SONO
Nestlé

Fonte:

TEIXEIRA, Adriana. Relógio biológico. Revista Nutrir. São Paulo: MVL Comunicação/Conselho Regional de Nutricionistas - 3ª Região, n.2, Outubro de 2009.

Link para a Revista Nutrir.

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Lançamento do e-book Web 2.0 Erros e Acertos: um guia prático para o seu projeto

Faça o download aqui do eBook Web 2.0 - Erros e Acertos - Um Guia prático para o seu projeto

É com grande satisfação que os autores deste humilde blog participam de uma ação colaborativa na blogoesfera e no twitter para anunciar o lançamento do e-book intitulado Web 2.0 Erros e acertos: um guia prático para seu projeto.
O livro aborda o desenvolvimento de um projeto para Web. 2.0 e compartilha com o leitor todo o processo até como já sugerido no título os erros e acertos do projeto.
Nós do PopNutri recomendamos pois a leitura flui de forma clara e direta, deste modo é acessível para o público em geral.
A partir de hoje o PopNutri utilizará o e-book como obra de referência para o aperfeiçoamento do blog e seu conteúdo.

Segue o Press Release:
O lançamento do eBook acontece no dia 30 outubro de 2009, pela Internet. É possível fazer o download no blog do autor http://blog.exadigital.com.br. A divulgação é parte de um processo colaborativo. A licença é Creative Commons.

Este eBook tem o objetivo de transferir e compartilhar o conhecimento e as experiências acumuladas no desenvolvimento de um projeto para a web. É um relato prático e real, interessante para estudantes, professores, programadores, analistas, desenvolvedores, gerentes de projeto, executivos de Tecnologia da Informação, blogueiros, jornalistas de tecnologia, enfim, serve para qualquer pessoa que tenha curiosidade, interesse e que saber mais sobre como fazer ou como funciona um projeto para a Web.

Não é um manual em sua essência, mas a compilação de algumas ações e reflexões sobre o desenvolvimento de novos projetos, da idéia até a sua implementação. Os erros e acertos são evidenciados ao longo do texto, conjuntamente com algumas referências que podem ser úteis em novos projetos.

O livro está dividido em tópicos, da idéia até a concepção do projeto. Do “insight” até o executar. O autor escreve sobre o aspecto técnico e formal, com algumas referências à codificação, banco de dados, uso de APIs, DNS, etc.

Para o pessoal de marketing são relatadas experiências na área de propaganda online e como funcionaram, ou melhor, não funcionaram. Este eBooks serve como um manual para os novos aventureiros de plantão que, como o autor, se lançam no mundo web.

O autor
Paulo Siqueira, 53 anos, tem mestrado em Engenharia de Software pelo IPT. É professor universitário. Trabalha para a UNICEF, no Paquistão, como Gerente de TI. Trabalhou para Seven Networks International, UN-ICTY, Banco Mundial, IFES-USAID, UNDP-PAPP, UNV-PNUD e ICS-UNIDO, e Banespa-Santander, em diferentes lugares do mundo.


As ilustrações são de Orlando Pedroso, artista gráfico, colaborador da Folha de São Paulo, revistas da imprensa e livros infanto-juvenis.

O prefácio é de Gilson Schwartz, economista, sociólogo e jornalista, professor de Iconomia no Curso Superior do Audiovisual e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento da USP. (Cidade USP)

Faça agora o download do eBook "Web 2.0 Erros e Acertos: um guia prático para o seu projeto."

Mais informações sobre o e-book:

Estão participando do lançamento do Web 2.0 - Erros e Acertos - Um guia prático para o seu projeto, os seguintes blogs:
Irradiando Luz, Dossiê Alex Primo, Não Zero, UsuárioCompulsivo, Nerds Somos Nozes, Zerotrack, Blog de Seo e Webstandards, iceBreaker, Luz de Luma, yes party!, Vivo Verde, Cova do Urso, Grãos de Areia pelo Infinito, atblog, DE Consulting, Nota Zer0!,
TecnoCT, Leitura na Tela, Antes da HORA, Tecnologias digitais e Educação, Tecnologias, Educação e algo mais…, Virtual Z1, Uhu, galera!…, Blog do Carlos Fran, Blog do Locoselli, Blog de Renato Salles, Lua internauta, Mundo Desbravador, Fonte de Alegria, Lar da Veterinária, Origine Italiana, Arthur Araujo, Luana Giampietro, Blog do Zemarcos, blog EJM, Notícia e blog, Mídia Boom, [In]Commun Séries, Blogando com Vc!, Grupo NGJ, Voxtopia, pribi.com.br, Blog da Mari Rocha, Unidade Avançada, Blog Windows Brasil, Preparando a Redação, Usuário Nokia, Léo.Lopes – Portfólio, Blog do Netmind, Sylvester Stallone Brasil, Códigos Blog, Brasil Critical, Security Total, Ricardo Campos: Reflexione, Actividade, Açaí Grosso, Muleque Doido, Ernandes Rodrigues, cajuinas, Educação a Distância, WebGringos, Fruição e Escrita, Informática Desvendada, Midlife, Popzei!, Berdades da Boca P’ra Fora, My Percepções, Liso-Sapiens, Blogger Pessoal, Neurônio 2.0, Vondeep, The worst kind of thief, Thiago Antonio, Marcus Monteiro, Franquia Empresa, Blog Mídias Sociais, Abre Aspas, Chronus Blog, Sedentarismo Intelectual, PopNutri.

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Comer à noite engorda mais!

Garanto que se você é humano certamente já acordou uma vez se quer na vida, de madrugada para assaltar a geladeira. E certamente também já pensou que o estômago não obedece horários e que os efeitos que as calorias causam no organismo são os mesmo a qualquer hora do dia. Certamente você está enganado.
Lendo minha revista de cabeceira a Superinteressante desse mês, achei um artigo que deveria ser comentado aqui no PopNutri e dele surgiu esse post.

“Sim, comer à noite engorda mais” é a notícia que os cientistas da Northwestern University, dos Estados Unidos comprovaram com um estudo feito com camundongos que comeram a mesma ração por seis semanas.

Os pequenos animais foram divididos em dois grupos, onde o primeiro grupo era alimentado em horários normais e o segundo grupo fazia suas refeições quando deveriam estar em repouso, o que é considerado incorreto.
Resultado: os camundongos do segundo grupo, ao fim do estudo, haviam engordao 48%, contra 20% do que foi engordado pelos ratos do primeiro grupo que se alimentaram regularmente dentro dos intervalos recomendados para que aconteça as refeições.

O que causa essa diferença no ganho de peso dos animais relacionado com a hora que as refeições são feitas, ainda não foi desvendado, porém acredita-se que a absorção das calorias que estão presentes nos alimentos esteja relacionada com o ritmo circadiano, o nosso relógio biológico.


Assaltando a geladeira...


Assaltar a geladeira de madrugada é realmente um problema, mas esse problema pode não ser seu, e sim da comida que você come.
Outra experiência feita em Northwestern University, comprovou que a ingestão de alimentos ricos em gordura causa modificações justamente na área do cérebro, conhecida como supraquiasmático, responsável por controlar o nosso relógio biológico, relógio esse que pode estar envolvido com o ganho de peso que adquirimos quando nos alimentamos na hora que deveríamos estar dormindo.

O descontrole e falta de atenção com os alimentos que ingerimos, muitas vezes detentores de uma quantidade grande de lipídios, pode ser a causa da mudança nos hábitos alimentares que faz com que atrasemos nosso horário de dormir e comer, e ai meu amigo, a balança é o único equipamento que mostra o resultado desse desequilíbrio.

Imagens em:
NutriçãoSadia
Blog Brasil

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

A origem do chocolate "ao leite"

Os criadores desse blog caíram no gosto de ler a prestigiada revista científica Scientific American, graças a minha querida chefe, dona do local onde trabalho que resolveu melhorar o acervo da sua biblioteca (trabalho em uma escola), fazendo a assinatura da revista que rendeu dois posts nesse mês aqui no PopNutri.

Hoje vamos falar sobre a origem do chocolate ao leite que antes de ganhar o toque do leite, era uma bebida que agradava o paladar de povos como os maias e os astecas, e era incluída até em rituais de sacrifício humano.


A história do chocolate "ao leite"
Foi em 1860 que o médico/naturalista Hans Sloane, que estava na Jamaica trabalhando para o governo britânico, país onde o chocolate amargo também era bastante consumido como bebida preparado com água quente, poderia ser muito mais agradável se ao invés da água fosse produzido com leite. Logo depois da sua invenção no mundo culinário, seu feito foi patenteado e ganhou a preferência dos povos europeus, principalmente os ingleses.

Depois que Sloane adicionou leite ao chocolate que antes não passava de uma preparação bem diferente do que a que conhecemos hoje, essa nunca mais foi a mesma. Hoje o leite é um ingrediente indispensável na produção do chocolate sólido e dois terços dos americanos preferem a versão “ao leite” da receita que usa como matéria-prima o cacau.

O chocolate, salvem as exceções, é muitas vezes banido do cardápio daqueles que buscam a qualquer custo viver a base de dietas, que se não lhes conferirem saúde, garantirão um corpo pseudo-saudável.
Não devemos esquecer que 8% do peso da semente de cacau seca é composta por antioxidantes e razão para essa gratidão da natureza com o fruto do cacaueiro pode ser facilmente explicada.

Frutos ricos em antioxidantes. Uma exclusividade dos países próximos ao equador.
Propriedades antioxidantes tem a função de diminuir os efeitos causados nas células pelas moléculas conhecidas como radicais livres.
Frutos que contém esse tipo de propriedades são encontrados com mais frequência em locais com latitudes mais baixas, onde o sol brilha forte e quebra as moléculas das plantas em radicais livres e as obrigam de uma certa forma a produzir antioxidantes para sobreviverem melhor com essa situação.

O chocolate e a nutrição
O consumo moderado do chocolate pode sim favorecer a manutenção da saúde, atuando no controle da pressão sanguínea, na diminuição da aterosclerose e do chamado “colesterol ruim”. Sua mente pode também ser beneficiada, é o que comprova um estudo feito na Noruega, mostrando que idosos que consomem alimentos ricos em flavonoides, presentes no chocolate, chá e vinho por exemplo ganham significativo destaque em testes cognitivos.

Mais em:
Revista Scientific American edição 89

Imagens em:
quiprona

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

A origem do cozimento

Cozinhar ou cozimento?
O cozimento. Sim amigos, se você quer um fator que tornou os homens pré-históricos mais humanos, a prática de cozinhar os alimentos é uma resposta plausível, segundo o antropólogo e biólogo, Richard Wrangham da Universidade de Harvard.
Na revista Scientific American Brasil, Edição Especial: A Descoberta das Origens, você pode conferir a coluna na íntegra sobre a origem do cozimento.



Certamente para que o ato de cozinhar seja consumado é necessário que se tenha o controle sobre o fogo, e de acordo com Wrangham a primeira vez que esse evento aconteceu, foi há 1,9 milhões de anos. O responsável pelo feito? O Homo erectus. Este possuía um crânio 50% maior e caixa torácica e pélvis 50% menor que seus ancestrais, e os dentes também eram bem menores.
Os registros arqueológicos comprovam essa afirmação. Foi durante esse período da pré-história que houve uma grande modificação no tamanho dos dentes, crânio e pélvis dos nossos parentes humanos.
O controle do fogo e o cozimento conseqüentemente, para Wrangham, surgiram por um acaso em um momento de fome do nosso amigo, o Australopithecus (o ancestral mais próximo do Homo erectus) que se alimentava de carne crua.

Na tentativa de tornar mais suave o ato de mastigar essa carne (não era nem de longe parecida com um bife de filé mignon) o Australopithecus socava-a com pedras e dessa forma fez surgir faíscas. Daí para uma boa picanha grelhada é um pulo.
O ato de cozinhar os alimentos abriu um espaço maior na rotina do homem para fazer algo a mais na vida do que passar o dia inteiro mastigando a comida para que então o milagre bioquímico da nutrição acontecesse, e sem fazer dessa necessidade algo que acabasse com o tempo livre para o desenvolvimento de outras atividades e energia do corpo, fatores esses indispensáveis para que a evolução da espécie ocorresse.

Espero que tenham gostado desse post curioso e perspicaz do PopNutri! Até a próxima.

O texto "O Cozimento. Preparar aliamentos usando fogo nos tornou humanos" foi escrito po Melinda Wenner.

Imagens em:


Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

sábado, 3 de outubro de 2009

Como redigir receitas

Durante uma aula de Alimentos, seleção e controle de qualidade, uma das matérias do curso técnico em Nutrição, aprendi redigir claramente uma recita.
A primeira vista pode parecer meio desinteressante, mas devo dizer que facilita muito a vida de quem irá preparar a receita, principalmente se essa pessoa não possuir muitos dotes culinários como eu.

Claro que as dicas abaixo não foram elaboradas por mim, mas tenho certeza de que será de grande utilidade para quem busca agilidade e bons resultados na cozinha.
Para que uma receita seja de utilidade prática, necessita-se não só incluir alimentos conhecidos e de fácil obtenção, mas também deve ser escrita com clareza, para que seja facilmente compreendida por quem vai executar. Assim é preciso que sejam seguidas algumas regras que podem facilitar a leitura e a execução da receita sem retrocessos e perda de tempo.

1. Indicar o nome claro da receita, e se possível, o que se espera do produto final.
Exemplo: Sopa Creme de Ervilhas

2. Os ingredientes devem estar na ordem que serão usados.

3. Nenhum ingrediente deve ser omitido, mesmo que possa parecer óbvia sua incorporação na receita.
Exemplo: sal, açúcar.

4. A quantidade em medida caseira ou em gramas deve estar em seqüência ao ingrediente, ou antes, do mesmo.
Exemplo: Carne Moída; 480g ou 480g de carne moída

5. Deve-se indicar qual a forma de preparo dos ingredientes antes de iniciar a execução da receita.
Exemplo: ovo batido, farinha de trigo peneirada, cebola picada.

6. Deve-se indicar o tempo médio de cocção em cada uma de suas etapas.
Exemplo: ferver por 15 minutos; deixar em repouso por 10 minutos; levar ao forno por 30 minutos.

7. Os ingredientes de devem ser introduzidos em ordem, segundo seu tempo de cocção.

8. Os passos a seguir da preparação devem ser numerados, consecutivos e lógicos.
Exemplo: aquecer o leite, juntar o açúcar e a canela / retirar do fogo para adicionar o ovo batido.

9. Indicar sempre a temperatura do forno se o produto for assado e o tempo necessário para assar.
Exemplo: forno a 220°C por 20 minutos.

10. Por fim, indicar quantas porções serão obtidas com a receita que se está redigindo.
Exemplo: rendimento igual a 6 porções.

Veja um exemplo de uma receita redigida corretamente:

Pão Caseiro

paocaseiropaocaseiro
2 colheres (sopa) de fermento biológico granulado
2 colheres (sopa) de açúcar
1 xícara (chá) de água morna, para dissolver o fermento
1 kg de farinha de trigo peneirada
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de gordura hidrogenada
Água fria em quantidade suficiente para amassar.

Modo de preparo


1. Colocar o fermento e uma colher de açúcar em uma xícara de água morna e deixar em repouso por 5 minutos.
2. Misturar a farinha de trigo com o restante do açúcar, o sal, a gordura e uma xícara de água fria.
3. Juntar o fermento dissolvido à massa e misturar.
4. Juntar mais água, em quantidade suficiente para amassar.
5. Amassar bem com as mãos até a massa apresentar-se lisa e homogênea.
6. Cobrir a massa e deixar crescer durante 1 hora no verão ou 1 hora e meia no inverno.
7. Cortar a massa em 5 pedaços.
8. Moldar os pães (5 unidades), coloca-los em uma assadeira untada.
9. Cobrir a assadeira e deixar os pães crescerem meia hora no verão ou 1 hora no inverno.
10. Cortar ligeiramente os pães na parte superior, no sentido do comprimento.
11. Levar para assar em forno pré - aquecido à aproximadamente 200°C, durante 20 ou 30 minutos.

Rendimento: 5 pães médios

Imagem em:
Eu Cozinho, Cê Cozinha, Nós Comemos

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO