quarta-feira, 4 de março de 2009

A dieta da inteligência

Dificuldades em resolver os exercícios daquela prova de geografia? Problemas na hora de passar as fases no seu jogo favorito do Playstation 3? Contas em atraso, devido à falta de atenção? Pois o quinto dia útil do mês ficou para trás já faz quinze dias e você nem sequer lembrou. Sim meu amigo, isso pode ser resultado das suas refeições, ou melhor, pode ser efeito da quantidade de determinados alimentos que você escolhe para compor seu cardápio diário.

A revista Isto É do mês de março, trouxe uma reportagem que merece destaque aqui no Popnutri. Com vocês: o “Menu inteligente”.
Comer menos pode aumentar em até 20% o desempenho da memória em indivíduos saudáveis, é o que diz um trabalho publicado na revista Nature, feito pela pesquisadora Agnes Floel, da Universidade de Muster, na Alemanha.

Pesquisa:
O trabalho foi feito com 29 mulheres e 21 homens, com idade entre 50 e 72 anos. Essas pessoas foram dividas em três grupos.
O primeiro grupo diminuiu em 30% a quantidade de calorias ingeridas diariamente, o segundo aumentou em até 20%, a quantidade de gordura insaturada (presente no azeite de oliva) em sua alimentação, mantendo o mesmo aporte calórico e o terceiro grupo não alterou em nada suas refeições.
Resultado:
O primeiro grupo apresentou melhoras significativas no que diz respeito à inteligência e a capacidade de raciocínio. Esse resultado deixa claro como os nutrientes presentes em nossa alimentação, tem efeito direto em nosso sistema nervoso, ou seja, você alimenta seu cérebro a partir daquilo que você come.

Como isso acontece?
Simplesmente 2/3 da sua máquina de pensar é formada por estruturas que utilizam gordura em sua composição.
A mielina, membrana que recobre a extremidade de certos neurônios, é composta por 70% de gordura e 30% de proteínas, nutrientes estes, que estão presentes também no seu prato de arroz, feijão, bife e batatas fritas, de preferência acompanhado por uma bela salada de alface.

Alimentos importantes para nutrição seu cérebro.
Peixes: contêm Ômega 3, um tipo de gordura que auxilia no processo de sinapse, ou seja, a transmissão de informações de um neurônio para o outro.
Frutas e legumes: possuem propriedades antioxidantes.
Nozes e amendoim: protegem contra o envelhecimento dos neurônios.
Grãos integrais: fornece energia ao cérebro de modo gradual e constante, evitando grandes picos de açúcar no sangue, ao contrário do resultado da digestão de carboidratos menos complexos, como os encontrados em doces.

Na matéria publicada na revista Isto É, você vai encontrar mais alimentos que devem estar presentes em nossos hábitos alimentares diários e que são importantes para manutenção da nossa saúde, além de outras pesquisas que tratam do mesmo tema.

Conclusão do Popnutri: quando você da preferência a alimentos muito calóricos, com uma exagerada quantidade de açúcar ou muita gordura, essa pode ser uma escolha errada, em que você não está usando seu raciocínio, e o pior, essa falta de inteligência pode ser conseqüência daquilo que você vem comendo a dias, meses ou durante sua vida toda. Quanto mais você se alimenta corretamente, mais capacidade de pensar em se alimentar melhor ainda você terá. Até o próximo post.

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do Popnutri. As dúvidas, as críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO