sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Para entender melhor: Cronobiologia e Nutrição

Comer e dormir. Sei que você que está lendo esse blog neste exato momento, concorda que, entre outras coisas boas que existem na vida, essas duas citadas no início do parágrafo agradam qualquer ser que habita este planeta.
O ato de se alimentar e repousar pode ter uma relação que vai além do prazer que obtemos quando praticamo-as. O PopNutri ajudará você a desvendar essa curiosidade nas próximas linhas. Então vamos lá.

Nutrição X Cronobiologia

Para começo de conversa, cronobiologia é a ciência que estuda o ritmo e a periodicidade dos fenômenos físicos e biológicos que acontecem no organismo dos seres vivos, os chamados relógios biológicos.

Essa relação entre Nutrição e Cronobiologia tem ganhado cada vez mais espaço nas pesquisas entre profissionais da área, pois os efeitos causados pelos nutrientes nos sistemas que formam nosso organismo pode estar diretamente ligado com a hora que dedicamos para a nossa alimentação.
Eve Van Cauter, professora de medicina da Universidade de Chicago, publicou um estudo em que compara pessoas que dormem quatro horas com outras que dormem dez horas por noite, resultado: quem dorme menos tem mais fome e procura mais alimentos considerados vilões para nossa saúde, ricos em sódio, amido e açúcar.
Outro exemplo dessa relação é a comparação entre jovens que dormem seis horas e meia contra os que dormem de sete horas e meia até oito horas e meia por noite. Nesse caso a
insulina deixa de agir com sua eficiência máxima em quem dorme menos.

Resultados dos estudos

Obesidade e diabetes podem ter como causa inicial a falta de um horário reservado para o sono e repouso.

Ainda não foi comprovado, mas pode ser explicado!
Tudo o que foi dito acima ainda não está totalmente comprovado pela ciência, mas há uma explicação cabível para essa teoria. Nós acostumamos a dormir quando escurece e acordar quando o sol mostra as caras, e isso não acontece a pouco tempo. A inversão do tempo em que repousamos, que costumeiramente acontece a noite, não influencia de forma benéfica as atividades fisiológicas que acontecem no organismo dos seres vivos.

Problemas relacionados ao sistema digestivo, circulatório e reprodutor podem decorrer dessa falta de disciplina com as coordenadas do relógio biológico.

Tempos Modernos e o Relógio Biológico

Quando deixamos para depois uma atividade do trabalho, alguma da tarefa do lar, uma revisão para prova, resolvemos esses problemas reduzindo algumas horas de sono e dedicando-as para essas tarefas. Automaticamente comemos nesse espaço de tempo, assaltamos a geladeira, devoramos bolachas e nem as frutas em cima da mesa escapam. Ou seja, ao invés de dormimos nos alimentamos e trabalhamos para efetuar tudo o que deveria ser feito durante o dia. Adaptamos nosso relógio biológico a rotina caótica que enfrentamos diariamente e assim involuntariamente modificamos os padrões que definem uma alimentação saudável, que consiste também em horários pré-definidos e regulares, que deveriam ser respeitados como um hábito alimentar correto.

Acreditar cegamente na idéia que nossas atividades fisiológicas são regidas por um relógio biológico talvez não seja o modo mais fácil de tentar impor o regras relacionadas a alimentação, mas sabemos que o corpo humano tem um desempenho mais satisfatório quando obedecemos os limites e as necessidades do organismo. O sono como todos sabem, assim como a alimentação são exemplos dessas necessidades, e respeitar os horários que devem ser dedicados a elas é uma questão de bom senso com a saúde. Nesse caso a cronobiologia pode sim executar um papel importante quando relacionada a nutrição e seus pontos em comum, a favor de um único objetivo, o alcance da qualidade de vida por cada indivíduo.

Imagens em:

SAI SONO
Nestlé

Fonte:

TEIXEIRA, Adriana. Relógio biológico. Revista Nutrir. São Paulo: MVL Comunicação/Conselho Regional de Nutricionistas - 3ª Região, n.2, Outubro de 2009.

Link para a Revista Nutrir.

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO