sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Síndrome metabólica: obesidade e os riscos para saúde

Ser gordo não me impede de ser saudável”, esse lema perdeu sua veracidade depois de um estudo publicado no periódico "Circulation", feito na Universidade de Uppsala, na Suécia envolvendo cerca de 1700 jovens senhores por 30 anos.

Antes dessa pesquisa acreditava-se que indivíduos com sobrepeso e obesos que não apresentavam síndrome metabólica não corriam grande risco de desenvolver doenças cardiovasculares, porém nesse estudo a síndrome pode ser caracterizada por ao menos três dos cinco fatores seguintes: baixa quantidade de colesterol bom (HDL), circunferência abdominal desproporcional aos padrões estabelecidos, intolerância a glicose,hipertensão arterial e colesterol alto.

A obesidade e os risco para sua saúde
Além das doenças causadas pelo excesso de peso que já são conhecidas por todos, existem também aquelas que agem em perfeito silêncio e causam problemas sérios no organismo de quem sofre com esses problemas. Um bom exemplo do que foi dito é a atividade inflamatória do tecido gorduroso.
Quando a gordura passa pelo fígado ela libera substâncias que atuam como agente inflamatório e chegam até a corrente sanguínea, o que pode ser extremamente perigoso para os vasos do coração e também do cérebro.
Daniel Magnoni, chefe do serviço de nutrologia do Hospital do Coração, diz que além do IMC (índice de massa corpórea), a prática de exercícios físicos, o consumo de verduras e legumes, o nível de stress devem ser levados em consideração quando se trata de relacionar os riscos de um ataque cardíaco, detalhes que não foram levados em consideração na pesquisa.

Resultados do estudo
Os resultados apontam que os homens com sobrepeso mesmo não apresentando síndrome metabólica tem 52% mais chance de apresentar insuficiência cardíaca, derrame ou infarto e entre os obesos esse número salta para 95%.
Esse porcentagem aumenta para 74% e 155% para os indivíduos que tem sobrepeso ou são obesos, e que apresentam síndrome metabólica, respectivamente.

A obesidade tem relação direta com a hipertensão, o aumento de triglicérides e o diabete, afirma Heno Lopes coordenador do Ambulatório de Síndrome Metabólica (InCor) por isso o ganho de peso deve receber sempre uma atenção especial. Ele ainda diz que os obesos que não apresentam nenhum problema de saúde, principalmente complicações cardiovasculares, são casos raros e se existe algum agente cardioprotetor, esse ainda é desconhecido.

Lembre-se sempre: não trate a obesidade como um problema estético pois o que está em jogo é a sua saúde.

Quando suas calças precisam ser trocadas por números maiores com grande frequência, é sinal que alguma coisa errada está acontecendo. Prive seu coração dessa percepção, corra atrás do prejuízo antes que seu organismo comece a sentir os efeitos da mudança brusca do seu manequim. Nesse caso a estética pode ser usada como um fator indicador de que seus hábitos precisam ser mudados, antes que algo mais grave ocorra. Afinal de contas você só poderá usar novamente suas calças menores se o seu coração estiver bem, do contrário..., bom, melhor não entramos em detalhes.

Confiram a notícia original:
Sobrepeso aumenta risco cardíaco mesmo sem colesterol elevado

PopNutri: metabolismo e obesidade
O Processo Metabólico - Parte I
O Processo Metabólico- Parte II
Comer à noite engorda mais!
Dieta pobre em carboidratos aumenta o nível de gordura

Imagem:projetoinovador

Comentem e compartilhem conosco sobre o que estão achando do PopNutri. As dúvidas, as suas críticas e também as sugestões são importantes para a melhoria do blog.

1 Comentário:

Richard disse...

Estou lutando contra essa doença. Muito complicado perder peso, muito!

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO