sexta-feira, 16 de abril de 2010

A feijoada não é brasileira

Texto por Murilo Andrade*

No Brasil nada se cria, tudo se copia

O ensino da história nas escolas brasileiras é cercada de falsas verdades. Crenças populares são eternizadas, de geração em geração. Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil por engano, Tiradentes lutou pela independência do Brasil, Getúlio Vargas era o pai dos pobres, entre outras bravatas que você certamente já ouviu. Eu poderia gastar meus dedos falando sobre elas, mas como esse não é o foco do PopNutri, resolvi falar sobre a lenda da feijoada.

A feijoada foi criada pelos escravos, que aproveitavam os restos de carne que os senhores desprezavam e os misturavam ao feijão, gerando a iguaria que se tornou tempos depois símbolo nacional. Sem dúvida, uma linda história. Pena que é
mentira.

Esses "restos" de carne de porco não eram descartados. Pelo contrário, eram apreciados e a feijoada era largamente comercializada em restaurantes freqüentados pela elite urbana. Além disso, esta comida já era conhecida desde a Antiguidade na Europa. O que aconteceu foi que os portugueses, ao chegarem ao Brasil, substituíram o
feijão-fradinho pelo feijão-preto, por este último ser considerado mais saboroso. À esta mudança eles batizaram de Feijoada à brasileira.
Já os escravos nada tiveram a ver com a história. Eles mal consumiam carne. Basicamente, se alimentavam de milho e mandioca. Ou seja, menos uma coisa para nos orgulharmos. Eu nem gosto de feijoada mesmo.


---

*Murilo Andrade é graduando do curso de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Federal de Sergipe, escreve para diversos blogs como o Nerd Somos Nozes é autor do Humorragia e você pode encontrá-lo no twitter.


Gostou do texto? Então comenta!

1 Comentário:

Calango 74 disse...

Também não gosto de feijoada! Mas mudando de foco: realmente há várias falácias e engodos ensinados na escola por questões contextuais e políticas que devem ser desmistificadas.
Gostei da informação e vou pinçar um pedaço dela lá na Toca.

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO