terça-feira, 31 de agosto de 2010

Leite de animais com proteínas do leite humano

A próxima grande conquista da ciência que envolve diretamente a área da nutrição não vem de lugares afastados. Fortaleza, cidade localizada no estado do Ceará é o berço de uma inovação que pode ser responsável por uma grande mudança na vida das crianças que sofrem com a temida diarréia infantil, que em caso mais graves pode causar a morte.

A pesquisa, a prática e a solução


A CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) permitiu que pesquisadores da Unifor (Universidade de Fortaleza) crie linhagens transgênicas de caprinos e bovinos capazes de produzir leite com duas proteínas humanas: a lisozima e a lactoferrina.

As duas proteínas ditas a cima são encontradas no leite humano e tem alto poder antibiótico e antimicrobiano, fazendo do leite então uma arma contra doenças como a diarréia em crianças, citada logo no início da postagem.
O sêmen utilizado na inseminação das fêmeas criadas aqui no Brasil virá de caprinos tansgênicos da Universidade da da Califórnia em Davis, que atua em conjunto com a Unifor na pesquisa. Esse procedimento foi permitido pelo Ministério da Agricultura.

Luciana Bertolini, bióloga que atua no projeto explica que a importação do sêmen é de extrema importância, pois os animais vindo dos Estados Unidos já tem a transgenia necessária para a produção da proteína lisozima. Nesse caso as fêmeas serviriam como “barrigas de aluguel”, complementa Luciana.


O procedimento e tempo


Os pesquisadores esperam em dois anos ter o primeiro rebanho com esses animais transgênicos capazes de produzir leite com as duas proteínas. Esse processo de deverá ser feito através do modelo de
DNA recombinante, já utilizado na fabricação de alguns medicamentos e também na indústria farmacêutica, em bactérias e leveduras que tem funções de “biofábricas”.

O valor de
R$ 6 milhões foi a verba destinada pelo Ministério da Agricultura para o projeto que conta ainda com as universidades de Uece e UFC, parceiras no estudo.

Fonte: Folha.com

Imagem: Rua Direita

1 Comentário:

Ministério da saúde disse...

Olá blogueiro,

Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!

Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.
O leite materno é o único alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.

A amamentação pode durar até os dois anos ou mais.



Caso se interesse na divulgação de materiais e informações sobre esse tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Obrigado pela colaboração!

Ministério da Saúde

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO