terça-feira, 17 de agosto de 2010

Por favor, um hambúrguer e uma estatina

Pesquisadores da Faculdade Imperial College London, afirmam que lanchonetes que comercializam fast-food, deveriam fornecer também um medicamento que fosse capaz de combater os efeitos prejudiciais a saúde que refeições calóricas e ricas em gorduras causam quando são ingeridas com frequência.
Uma dose de estatina diária seria a solução para os danos causados por um milk shake e um hambúrguer, por exemplo.

Um artigo publicado na revista cientifica American Journal of Cardiology, o cardiologista Darrel Francis, compara o uso desse medicamento contra os males de uma dieta pouco benéfica com tentativa para acabar com vício do cigarro através de pílulas, ou seja, mais uma vez que tem a ganhar com isso é a indústria farmacêutica, pois deve ser muito mais fácil tomar remédio para garantir mais alguns anos de vida medíocres do que enxergar que existem opções mais baratas, rápidas e saudáveis que devem estar presentes na dieta de um indivíduo normal.

O estudo
Para chegar a essa conclusão ridícula sobre a comercialização de estatina em redes de fast-food 43 mil pessoas serviram de cobaia para demonstrar o efeito “mágico” da droga, pena é que na realidade esse remédio não é tão milagroso assim.

Peter Weissberg
, professor da Fundação Britânica do Coração diz que o consumo exagerado de produtos ricos em gordura trazem consequências que vão além do colesterol. Se você estiver lendo esse texto enquanto tenta entrar em uma calça que agora não serve mais, sabe muito bem o que o professor está falando.

A ponta do iceberg

A estatina é administrada em pessoas com grande risco de desenvolverem doenças cardíacas e derrames no decorrer da vida, ou seja, em casos com real necessidade, onde sua função é vital, mas o exagero vai além.

Os cientistas indicam a estatina em doses isoladas, também para aqueles que consomem alimentos como hambúrgueres apenas em raras ocasiões, afirmando que o risco para a saúde nesse caso seria ínfimo.
Francis sugere que a estatina não precisa ser tomada diariamente, pois mesmo assim ela é capaz de reduzir a mortalidade entre os indivíduos com esses hábitos.

A estatina é usada por vários pacientes o que garante certa segurança com relação ao uso do medicamento, mas alguns especialistas alertam para o aparecimento de efeitos colaterais.


Está ai a solução para os seus problemas caro amigo idiota. Tome estatina, contribua com o cofrinho dos laboratórios farmacêuticos, coma ainda mais, aprecie daqueles lanches gordurosos e se torne cada vez mais um ser pseudo-saudável. Afinal de contas, com o mesmo dinheiro que seria gasto para comprar um sache de catchup capaz de incrementar sua refeição, você pode em futuro breve, adquirir o comprimido capaz de
prolongar a vida. Fica a dica.

Imagens em: Portal Ambiente & Saúde e Palavra de Médico

Fonte: BBC Brasil

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO