quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O barulho e a comida de avião

Graças a Deus, até hoje, em toda minha vida, eu nunca precisei me dirigir a algum lugar de avião, mas quem se aventura nesse meio de transporte com mais freqüência reclama quase sempre da comida que é servida durante o vôo.
O motivo até agora era desconhecido, mas uma pesquisa feita por holandeses e ingleses revelou o que talvez seja a causa desse mistério.


O
barulho pode ser o responsável por fazer com que não se sinta o sabor esperado dos alimentos quando esses são consumidos em locais mais rumorosos, como no avião, por exemplo.

A pesquisa

Participaram do estudo 48 pessoas, vendadas no momento em que tinham a sua disposição, bolachas, doces, biscoitos e salgados. Elas comeram esses alimentos portando fones de ouvidos, que em determinados momentos emitiam algum tipo de ruído e em outros não, ou seja, permaneciam em silêncio. No caso, para a simulação de barulhos, foi usado o som branco, pois esse é capaz de combinar sons de todas as freqüências.

O resultado dessa experiência foi o seguinte: quando havia mais emissões sonoras os gostos dos alimentos eram percebidos com menos intensidade do que quando eram ingeridos em ocasiões silenciosas. Outro detalhe interessante é que o barulho pode trazer uma sensação mais apurada de “crocância” nas refeições.


De acordo com os dados obtidos, o pesquisador Andy Woods afirma que a ausência de silêncio tira a atenção que deveria estar voltada para a comida, e o fato de gostar ou não daquilo que se ouve, pode influenciar também na aprovação ou não do alimento.


Tem gente precavida

Para evitar que o mesmo problema aconteça com a tripulação da NASA, toda refeição que é servida aos astronautas apresenta um sabor mais forte que o natural, pois eles também sentem essa diferença quando não estão em terra firme.

O estudo foi publicado na revista científica
Food Quality and Preference e os cientistas pretendem dar mais atenção ao assunto fazendo outras pesquisas para que se chegue a um resultado mais preciso.

Como eu disse no começo do texto, eu nunca provei comida de avião, mas deve ser algo bem incomodo consumir alimentos com texturas de sabores diferentes do que aos que estamos acostumados comer no dia-a-dia. Diminuir o barulho não deve ser uma tarefa de execução fácil e se a saída é modificar determinadas características organolépticas das refeições, através de realçadores de sabor e outros produtos do gênero, desde que isso não traga nem um prejuízo a saúde do passageiro, talvez seja um caminho para a solução.

Atenção senhores passageiros, espero que apreciem os esclarecimentos científicos e até a próxima.


Fonte: Terra

Imagem: youPode

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Faça seu comentário, deixe sua crítica, dúvida ou alguma sugestão.

Os comentários deste blog são moderados.
Não serão aceitos os comentários que façam propagandas (SPAM), que ofendam os autores do blog ou marcas citadas no post.

  ©Template Original por Dicas Blogger

  ©Modificado por Rodolpho Zippo

TOPO